terça-feira, 17 de agosto de 2010

o tempo.





Se o tempo parasse,
eu nunca teria tirado meus olhos dos seus.

Nem ter tirado dos meus lábios o gosto da tua boca.
Meu amor era seu.
E o que era meu o tempo tirou de mim,
mas não me ensinou a te esquecer.

2 comentários: