sexta-feira, 6 de agosto de 2010

saudade.


Não marca hora, dia e muito menos momento.
As lágrimas caem, e me sinto perdida ,
em meio as lembraças de um passado tão bom,
que nem me permito cogitar a chance de ter desistido de mim.
Há lugares que lembram e pessoas que doem,
e quando os dois juntos se encontram ...
não há como segurar a dor.

2 comentários:

Rute disse...

gosto tanto !
Vou seguir.

Sam:* disse...

Amor ta lindo seu blog, e bom tem um selinho pra ti no meu blog, ver la, besos.